terça-feira, 20 de março de 2012

Novas mudanças, novo enfoque


Bom dia, flores do meu dia!!!

Andei sumida, mas não tão ausente do meu blog e dos cantinhos de vocês. Passava para dar uma espiadinha, mas não conseguia deixar recadinhos, fato complicado de se resolver, quando não estamos 100% conosco.

Estou passando por um momento complicado na minha vida (de novo). Sei que preciso fazer algo por mim, definitivamente, mas estou sem coragem de começar. Planejo, planejo e planejo, mas na hora da execução, vai tudo por água abaixo e o rio continua a seguir, rumo ao desfiladeiro.

Ando triste, com as emoções à flor da pele, tudo é muito intenso, meu nome para isto: início de depressão.

Não quero entrar numas de novo, mas tá difícil de resistir. A cama parece ser mais gostosa do que vontade de iniciar. A casa está uma bagunça, serviços por fazer, roupas para passar, documentos para arrumar, trabalhos para concluir. 

Preciso de ajuda, urgente!!!! 

A vida é assim mesmo, cheia de altos e baixos, idas e vindas e, contos de fadas não acontecem com pessoas normais. Se eu não arregaçar as mangas e colocar a vontade na frente da preguiça, a única coisa que vou conseguir é ficar por aqui, do mesmo jeito e, cada vez mais triste.  Preciso encontrar forças, em algum lugar dentro de mim, para começar de novo, sem falhas desta vez. Porque a desculpa de que "errar é humano", já deu, né?

Vamos lá, então, iniciar hoje, agora, mesmo que incompleto ou imperfeito.

Estou me dando um prazo de 365 dias, para fazer algo melhor para a minha vida. Prometo me esforçar mais e ir descrevendo aqui, o caminho. Não vou ficar só no emagrecimento, porque tudo é consequência e depende de outras coisas. Ontem, por exemplo, estava assistindo ao "Quilo por quilo" do DH&H e, a guerreira da vez, passava por problemas muito peculiares a minha pessoa. Não nos dramas vividos com sua filha (graças à Deus), mas em relação ao estresse e ao desvio emocional voltado a comida.

Baseado naquilo que estava vendo, refleti sobre a minha vida e as sabotagens que me permito fazer ou fazerem, que na verdade, continua sendo "fazer", porque ninguém coloca comida na minha boca à força, certo? 

Então, como mudar? Certamente, me fortalecendo na fé, na vontade, na determinação e mantendo a disciplina. Assim, o blog muda o foco, deixa de ser apenas um relato corriqueiro de tentativas frustradas de mudanças da forma física, para ser um relato das mudanças internas e externas da minha humilde vidinha, com algumas outras coisinhas que eu gosto de fazer.

Agradeço aquelas que quiserem me acompanhar, o apoio de vocês é fundamental.

Beijos.... e até amanhã

2 comentários:

Lainizinha disse...

oi amiga ,
precizamos nos amar,
somos capazes basta regaçar as mangas .
Nada é facil, mais não há vitoria sem luta (esforço).
Estou aqui na mesma luta ,
A vida é feita de escolha
escolhi ser magra.

Bom dia


Bjks

Anita disse...

Não fique assim, e se a depressão está forte e difícil de segurar sozinha, procure ajuda ou se apoie por um período da sua vida em medicamentos que podem te ajudar. Eu tomo anti-depressivo e não tenho nenhuma vergonha disso, mto pelo contrário quando tomo sempre agradeço à Deus por existirem remédios que podem nos ajudar. Mas não se entregue, nem tente fugir dela nos alimentos, bjs.